pesquisa



Para além da Unidade Habitacional: pela moradia e pela cidade no contexto da construção da [minha] casa e da [minha] vida

Coordenador
Luciana da Silva Andrade

Integrantes
Ana Lucia Nogueira de Paiva Britto
Lilian Fessler Vaz
Rachel Coutinho Marques da Silva

O objetivo da pesquisa é avaliar empreendimentos do PMCMV situados na Região Metropolitana do Rio de Janeiro – RMRJ – a partir do confronto entre os espaços criados pelos projetos com o perfil, as necessidades e as possibilidades dos moradores. A análise será feita em três escalas: a da casa, a do conjunto habitacional e a do bairro. No que diz respeito ao bairro, será analisada a qualidade física dos espaços públicos – ruas e praças -, avaliando as condições dos percursos e permanências dos moradores para a realização de suas práticas cotidianas, tais como trabalhar, estudar, ir às comprar, realizar atividades físicas e de lazer. Neste mesmo sentido, será verificado em que medida a configuração espacial do conjunto apresenta uma morfologia que permita sua integração com o bairro. Por sua vez, no que diz respeito à casa, o programa arquitetônico das unidades habitacionais será confrontado com o número de integrantes, seu tipo de parentesco, a faixa etária e as atividades desenvolvidas pelos moradores, bem como serão trabalhadas algumas projeções de alteração do perfil das famílias no curto prazo. Esta abordagem pressupõe também a avaliação da adequação dos sistemas construtivos utilizados às práticas socioespaciais dos moradores, bem como às suas dinâmicas de transformação. A metodologia para essa pesquisa envolve o desenvolvimento de um projeto arquitetônico-urbanístico para uma das áreas de intervenção do PMCMV, o que permitirá dimensionar e qualificar a (in)adequação dos empreendimentos. A seleção da área se dará sobre um dos casos analisados em rede com o Observatório das Metrópoles/IPPUR/UFRJ, que serão definidos segundo os seguintes critérios: grau de inserção urbana; porte; faixa de renda dos moradores; modalidade do PMCMV – geral ou entidades -; destinado a reassentamento ou não; e outros critérios eventuais. Um dos parâmetros para a seleção do empreendimento a receber o projeto arquitetônico-urbanístico será a sua identificação com o tipo arquitetônico-urbanístico-construtivo mais recorrente, de modo que esta pesquisa-intervenção proporcione resultados que possam ser aplicados a um maior caso de situações. O projeto levará em consideração a realidade dos moradores identificada a partir do estudo de caso nas áreas selecionadas, além de pesquisas anteriores realizadas em conjuntos habitacionais de natureza semelhante. A expectativa é que esta pesquisa não só forneça subsídios para a formulação de políticas para a reabilitação e para a gestão pública dos espaços livres e construídos dos conjuntos já executados, bem como para o fortalecimento da necessidade de construção mais consequente da moradia popular e da cidade.

Relatório da pesquisa: 2015_Para além da Unidade Habitacional_Relatório final_ilustrado e revisto